Siga via Email

11 de dez de 2011

Perdeu de novo, Mourinho Carli




Real Madrid 1 x 3 Barcelona. Pepe, o tosco zagueiro madrilenho, perdeu quase todas as jogadas na partida de sábado, 10 de dezembro. Perdeu para Xavi, Iniesta e, sobretudo, Messi. A cada encontro com o Barcelona é assim: Pepe perde todas. E José Mourinho, o treinador do Real, fica emburrado, imóvel e incapaz de reorganizar seu time.
Certa vez, escrevi aqui na Circulando que o prefeito Fernando Carli (aquele que foi renovar a carteira de motorista em Ponta Grossa) estava mais para José Mourinho do que Josep Guardiola (o treinador barcelonista). E que, na administração municipal de Guarapuava, havia um Pepe. Assim como um Cristiano Ronaldo, aquele que sempre quer brilhar sozinho. “Uma nova aula de futebol do melhor time de futebol do mundo”, disse o comentarista esportivo Paulo Vinícius Coelho, o PVC, ao final da disputa de sábado.
Infelizmente, Guarapuava está cada vez mais para Real Madrid do que para Barcelona. Ao contrário de Toledo, Cascavel, Maringá, Pato Branco, dentre outras cidades. A situação local é tão triste que até o que parece ser uma excelente ideia acaba se tornando algo duvidoso: quem montou a ciclovia da avenida Manoel Ribas permite que dezenas de automóveis estacionem no espaço destinado aos ciclistas. Não fosse isso suficiente, não raro alguns ônibus da empresa Pérola do Oeste invadem temporariamente a ciclovia, como presenciei na quinta-feira passada (o modo Pérola do Oeste de dirigir, aliás, merece um bom artigo aqui, tamanhas as barbaridades que já vi).
Passo pelo site da Prefeitura, na expectativa de algum lance a la Barcelona, e o que vejo é assistencialismo puro, como coquetéis em vários bairros promovidos pelo Executivo Municipal. Fernando Carli, enfim, insiste em ser um perdedor. José Mourinho, outro derrotado, sempre atribui as pancadas que sofre do Barcelona à falta de sorte. O Real Madrid necessita mais do que sorte. Guarapuava também.